Go to ...

Jornal de Ciência Espírita on YouTube

28/05/2017

Publicações Espíritas

16 DE AGOSTO DE 1867 – SOCIEDADE DE PARIS.

(Médium sr. M… em sonambulismo.)


Nota. – O Sr. L… acabava de anunciar que se propunha a mandar fazer obras espíritas que venderia a preços fabulosamente reduzidos. Foi a esse respeito que o Sr. Morin disse o que se segue, durante o seu sono.

Os espíritas são numerosos hoje, mas muitos não compreendem ainda a importância eminentemente moralizadora e emancipadora do Espiritismo. O núcleo que sempre seguiu o bom caminho continua a sua caminhada lenta mas segura; afasta-se de todos os partidários, e se ocupa daqueles que deixa no caminho.

Infelizmente, mesmo entre os membros que formam o núcleo fiel, há os que vêem tudo belo nos outros como nele, e, fácil e benevolentemente, se deixam prender pelas aparências e vão tolamente se ligar ao engodo de seus inimigos, de uma personalidade que diz se despojar, dar seu sangue, seu bem, sua inteligência para o triunfo da idéia. Pois bem! Relede a comunicação (comunicação que acabara de escrever), e vereis que entre certos indivíduos tais sacrifícios não podem ser feitos sem dissimulação.

É necessário desconfiar dos devotamentos e das generosidades sem utilidade, como da veracidade das pessoas que dizem não mentir jamais.

Pretender dar uma coisa a preços impossíveis, sem nisso perder, é uma astúcia de profissão; fazer mais ainda: dar por nada, supostamente pelo excesso de zelo a título de prêmio, todos os elementos de uma doutrina sublime, é o sublime da hipocrisia. Espíritas, guardai-vos!