Go to ...

Jornal de Ciência Espírita on YouTube

27/04/2017

Ilustração vitoriana

Kardec e a Terapêutica Espírita

“Tenho lido, repetidas vezes, afirmações de que as práticas terapêuticas disseminadas pelos nossos centros (água fluidificada, passe e desobsessão) seriam criações do espiritismo brasileiro. Não. Como muitas outras coisas cujas origens são questionadas, essas práticas são também de responsabilidade de Kardec. Senão, vejâmo-las em citações do mestre lionês.”

Colunistas

Flammarion e outros Cientistas Espíritas

As Memórias do Camille Flammarion são deveras interessantes. Mereciam uma tradução completa para o português. Mostram uma alma inquieta; alguém que deseja ardentemente o conhecimento do nosso destino após a morte, mas mantém-se suficientemente lúcido para não abandonar o critério estritamente científico e não cair em certezas precipitadas, mesmo tendo que pagar o preço da

EM BUSCA DO SANTO GRAAL – A história da Revista Espírita e do Espiritismo após Kardec

“Essa espontânea concentração de forças dispersas deu lugar a uma amplíssima correspondência, monumento único no mundo, quadro vivo da verdadeira história do Espiritismo moderno, onde se refletem ao mesmo tempo os trabalhos parciais, os sentimentos múltiplos que a doutrina fez nascer, os resultados morais, as dedicações, os desfalecimentos; arquivos preciosos para a posteridade, que poderá julgar

O aborto sob a visão Espírita e sob a visão materialista

Recentemente* o Supremo Tribunal Federal legalizou o aborto de fetos, cujos exames comprovem que sejam portadores de uma má formação encefálica denominada anencefalia. O termo anencefalia sugere falta total do encéfalo, o que impediria que o bebê se desenvolvesse, com o comprometimento das funções orgânicas. Isto é fato, uma vez que o encéfalo é o

Um caso extraordinário de reencarnação com informações verificadas: Omm Sety e sua vida no Egito Antigo

Pela natureza um tanto incrível das afirmações deste caso, embora com a ausência de recursos para verificação segundo os controles e os critérios da ciência atual dos eventos passados, consideramos positivamente a possibilidade deste caso ter sido autêntico na rememoração de fragmentos de uma vida passada. No entanto, devemos também considerar outras explicações como as

Filosofia Espiritualista

O termo “espiritualismo” foi colocado no jargão filosófico no século XIX, por Victor Cousin, quando elaborou o programa dessa filosofia no prefácio de sua obra “Du vrai, du beau e du bien”. Ele assim se expressou: “A nossa verdadeira doutrina, a nossa verdadeira bandeira é o Espiritualismo, essa filosofia tão sólida como generosa, que começou

Os Imigrantes de Capela

Talvez uma das indicações do caráter de religião do Espiritismo seja o grau de passionalidade que atingem as polêmicas entre seus adeptos. Uma dessas, gira em torno das migrações planetárias, mais especificamente de uma “tese” que ousou localizar com exatidão a origem de uma leva de refugiados que teriam aportado em nosso planeta na infância

NEUROCIENTISTAS ENCONTRAM FORTES EVIDÊNCIAS DA VIDA APÓS A MORTE E AS APRESENTAM NAS NAÇÕES UNIDAS

O conhecimento científico está se expandindo diariamente a uma velocidade exponencial, e as implicações de novos desenvolvimentos, particularmente aqueles que desafiam a estrutura atual em relação à verdadeira natureza da realidade, são de longo alcance. Uma área que continua a se tornar um ponto focal de estudo para muitos médicos e neurocientistas é a relação

Panteísmo e Materialismo: As acusações mais absurdas ao Espiritismo

Em meio ao clima de acirramento de ânimos e de disposição para o debate e as disputas teóricas, temos visto, no campo da discussão espiritual ou religiosa, um sem-número de críticas mais refinadas e “intelectualizadas” ao Espiritismo, por assim dizer, por parte tanto de católicos e protestantes, quanto de agnósticos autointitulados “ex-espíritas”, procurando situar nossa

Patriotismo e Espiritismo

Em tempos em que o conceito de Estado-nação e o sentimento de pertencimento do indivíduo em relação ao seu país, à sua identidade nacional, são tão discutidos, em um cenário de globalização e de projetos supranacionais, parece útil propor uma reflexão sobre o tema, em conversa com a Doutrina Espírita – sempre salvaguardando a necessidade

O Caráter progressista da Ciência Espírita

Devemos ter em mente que as explicações recebidas dos Espíritos por Kardec, acerca dos fenômenos, estavam de acordo com o grau de conhecimento dos homens daquela época, e, portanto, cabe a nós, enquanto adeptos do Espiritismo, dar continuidade a esse trabalho, agregando à teoria espírita novos elementos para torná-la atual e consistente. Com efeito, a

O Movimento Espírita Brasileiro em ruínas

A possibilidade da vida após a morte é um dos maiores mistérios da humanidade, desde que o homem tem consciência, procura formas de compreender esse fenômeno que todos deveremos experimentar em dado momento. Alguns conseguem rapidamente apreender através da intuição e da certeza inata, que o homem é muito mais do que uma simples máquina

O desastre do dirigível R101 e a manifestação emocionada de seu capitão desencarnado

No verão de 1930 o dirigível R101, o maior já construído naquela época, passou por muitas modificações na sua estrutura e por diversas etapas de modernização, pretendia-se adaptá-lo para realizar viagens muito longas, feito anteriormente impossível devido a pequena potência de seus motores. A aeronave faria sua última viagem, partindo de Londres na Inglaterra com destino

As várias moradas ou os mundos espirituais

A afirmação de Jesus de que há várias moradas na casa do Pai faz entender que ele fala de uma pluralidade de lugares que acolhe a todos os seus filhos, não ficando ninguém desprovido de abrigo, antes, durante ou após a vida física. E, tomando o universo por propriedade divina, esta afirmação se expande a

O MUNDO DOS ESPÍRITAS

O mundo dos espíritas – Nesta oportunidade far-se-á algumas observações acerca dos possíveis efeitos causados pelos ensinamentos do Espiritismo, ou o que exatamente estes ensinamentos tem provocado em seus adeptos do ponto de vista social. Segundo o que os Espíritos disseram a Kardec, a missão do Espiritismo era transformar a humanidade. Disto entende-se que, através

Papel dos espíritas perante o Espiritismo

Muitos espíritas acreditam que a filosofia espírita é mérito exclusivo dos Espíritos, cabendo a Kardec apenas sistematizar e organizar as comunicações provenientes do plano espiritual. Este comportamento poderia sugerir aos adeptos do Espiritismo uma postura passiva e silenciosa diante das comunicações, sem a necessidade de investigação, análise e ponderações, uma vez que os Espíritos nos

Wallace, a matemática e a reencarnação

Em 1904, no artigo Teríamos já vivido na Terra antes? Viveremos nela novamente? [Artigo traduzido para o português e publicado no site do CPDOC espírita. Ver Horta 2011.], publicado na revista The London magazine, Alfred Wallace (1823-1913) impugnou duramente o tema da reencarnação, deixando claro que seu espiritualismo não se resolvia em espiritismo[Em 1857, na França, Allan

Reencarnação – Decifrando o caso Antônia

Thomas Kuhn afirmou que uma revolução científica resulta antes da reinterpretação dos dados existentes que do acúmulo de fatos novos[ Kuhn 1998.]. Infelizmente, trata-se aqui de uma contrarrevolução, pois tenciono evidenciar que o conhecimento excepcional apresentado por Laurel Dilmen (LD) pode resultar de uma ocorrência rara da mente humana, mas não necessária ou prioritariamente de

A identidade dos Espíritos e o excesso de credibilidade

A importância capital na distinção dos Espíritos diz respeito, a saber-se se são bem ou mal intencionados, sábios ou ignorantes, sendo o restante de importância secundária, salvo se tratar-se de identificá-lo como pessoa desencarnada de nossas relações, onde se faz necessária a comprovação da identidade. A identificação será mais difícil quando tratar-se de personagens antigas,

O mito das traduções do Herculano

Lá pelos anos 70, quando se desenrolava aquele entrevero entre o Herculano Pires e a FEESP – Federação Espírita do Estado de São Paulo (mais o Paulo Alves Godoy,) por conta da esdrúxula tradução do O Evangelho Segundo o Espiritismo, um amigo meu, por sinal sujeito humilde e trabalhador acostumado a concretizar em ações o

O discurso de Miguel Vives

Foi solicitado ao autor de O Tesouro dos Espíritas que discorresse, no já referido Congresso Internacional Espírita, em Barcelona, 1888, sobre o tema As tendências do Espiritismo em sua parte moral. Aí vai a tradução livre do seu discurso. Um testemunho afetivo e sincero desse expoente do Espiritismo. Alguns poderão achá-lo excessivamente sentimental e, por

Influência do Catolicismo no Espiritismo

Não são poucas as orientações das obras da codificação assinadas com nomes dos santos católicos que foram, de alguma forma, expoentes de uma fé verdadeira e que, até certo ponto, puderam exercer alguma influência benéfica no seio da Igreja e que tiveram algum eco para a humanidade, muito embora não imediatamente. Este é um importante

A Lei de destruição

A parte terceira de O Livro dos Espíritos é reservada a esclarecer sobre as leis morais, classificadas por Kardec com a permissão dos Espíritos em dez partes; aliás, a mesma divisão mosaica e que, segundo os Orientadores do Plano Maior, abrangem todas as circunstâncias da vida. (648) Dentre as leis morais, a lei de destruição

Allan Kardec — Fundador do Espiritismo

Os espíritas classificam e definem Allan Kardec como o Codificador[1] do Espiritismo. No entanto, uma análise mais justa de como se desenrolou a revelação espírita e do trabalho e papel de Kardec, concluiremos que esse atributo dado a ele é incompatível com a sua missão e inadequado a sua trajetória de vida. Veremos, portanto, que

O Espírita na Sociedade

“Deus fez o homem para viver em sociedade. Deus não deu inutilmente ao homem a palavra e todas as outras faculdades necessárias à vida de relação.” (O Livro dos Espíritos, 766). Esta é a primeira questão do capítulo VII da terceira parte intitulado LEI DE SOCIEDADE, onde os Espíritos Codificadores afirmam ser a vida social uma lei

Pequeno ensaio sobre animais e homens

Meus amigos, neste pequeno estudo tento, escusada a minha imperícia para com as palavras e o pouco conhecimento adquirido da Doutrina dos Espíritos, conversar com vocês acerca de tema interessante mas ainda muito controverso no meio do Movimento Espírita. Busquem em suas mentes, vasculhem suas memórias e me digam os amigos já têm como certa e

O método kardequiano

Tudo seria perfeito se entre os adeptos houvesse a concordância de que o método kardequiano ainda é a forma mais segura de se iniciar e prosseguir nos estudos acerca dos postulados Espíritas. A exemplo do que aconteceu com os ensinamentos do Cristo, cujos sentidos foram distorcidos ou alterados, os ensinamentos dos Espíritos também foram e

Desmistificando maus Espíritos na Bíblia

Um dos fenômenos mais curiosos da história consiste na participação da crença em seres sobrenaturais hostis ou maus no desenvolvimento moral & religioso humano. Tanto quanto sabemos, tal crença existe onde quer que haja homens; e as crenças de várias comunidades em diversas partes do mundo, juntamente com muitas diferenças de detalhes, mostram similaridades notáveis

O Espiritismo e as curas espirituais

Seria compreender muito pouco o propósito real da Doutrina Espírita o pensar que curas espirituais são uma de suas especialidades, desobedecendo a uma irrevogável ordem natural de coisas. A busca pelo bem estar é um princípio do instinto de conservação, que é uma lei natural. Portanto não existe nada mais justo que procurar-se recursos capazes

O Espiritismo é científico?

Alguns argumentos que põem em dúvida o caráter científico do espiritismo são dignos de atenção e provocam um bom debate. Outros, porém, são de uma puerilidade comovente. Outro dia li alguém argumentando que o espiritismo não é científico porque “não se fazem pesquisas nos centros espíritas”. Ora, dentro de qualquer ciência existem os centros de pesquisas,

Quem foi

Quem foi: Jean-Jacques Rousseau

Seu nome é lembrado toda vez que ocorrem estudos biográficos do Codificador. Jean Henri Pestalozzi, o educador atento e homem íntegro, assimilou o pensamento de Rousseau, a partir do contato que teve com a sua obra capital: Émile ou de l’Éducation. E foi por intermédio de Yverdun e de Pestalozzi que Rivail abeberou- se na

Quem foi: Júlio Abreu Filho

Nascido em Quixadá – Ceará, em 10 de dezembro de 1893, desencarnado em São Paulo no dia 28 de setembro de 1971. Fez os cursos preparatórios no Estado do Ceará, no Colégio S. José (Serra do Estêvão). Em 1911, ingressou na Escola Politécnica da Bahia, sediada em Salvador, não chegando a completar o curso. Em

Quem foi: Santo Agostinho

Agostinho nasceu a 13 de novembro de 354, em Tagaste, pequena cidade da atual Argélia. Na cidade natal transcorreram sua infância e juventude, um ambiente limitado de um povoado perdido entre montanhas. Talhado para a oratória, ele lê e decora trechos de poetas e prosadores latinos. Aprende elementos de música, física e matemática. Em Cartago

Quem foi: Humberto de Campos

O Brasil foi em todos os tempos presenteado com figuras ilustres, de criatividade ímpar. Figuras em todos os ramos das atividades intelectuais, em especial nas letras. Inúmeros foram os nossos pensadores, poetas, cronistas, jornalistas e filósofos. Um talento que parece ter vindo da herança portuguesa, pátria dos nossos primeiros intelectuais e patronos. A região nordeste foi

Quem Foi: Henry Slade

Célebre médium das escritas nas lousas, foi exibido publicamente na América durante 15 anos. Em 1876 ele foi à Inglaterra, passando antes pela Rússia, a pedido da Mme. Helena Blavatsky e do Coronel Henry S. Olcott, escolhido que fora como médium notável, para fazer experiências sobre a veracidade dos fenômenos mediúnicos. Slade foi submetido a testes

Quem Foi: Ermance De La Jonchére Dufaux

Nasceu em 1841, na cidade de Fontainebleau, França. Próxima a Paris, abrigava a residência oficial de Napoleão III e de outros nobres. O pai de Ermance, rico produtor de vinho e trigo, era um deles. Tradicional, a família Dufaux residia num castelo medieval, herança de seus antepassados. Em 1853, a filha dos Dufaux começou a

Quem Foi: Caírbar de Souza Schutel

Foi grande divulgador do Espiritismo. A sua missão na Terra foi das mais completas. Ele atuou no campo da imprensa escrita e falada, escreveu e publicou livros, proferiu palestras e conferências e, acima de tudo, soube exemplificar tudo aquilo que ensinava, pois, a caridade presidia sempre seus atos. Aos 17 anos de idade trabalhou como

Quem foi: Silvino Canuto de Abreu

O Dr. Silvino CANUTO ABREU nasceu em Taubaté, Estado de São Paulo, em 19 de janeiro de 1892, e faleceu em São Paulo, Capital do Estado, em 2 de maio de 1980. Em Taubaté, onde nasceu, de pais brasileiros e radicados por seus ascendentes ao torrão paulista, estudou desde os cinco anos com professores severos,

Quem foi: José Herculano Píres

J. HERCULANO PIRES, nasceu em 25/09/1914 na antiga província de Avaré, no Estado de São Paulo e desencarnou em 09/03/1979, em São Paulo. Filho de José Pires Correa e de Da. Bonina Amaral Simonetti Pires. Fez seus primeiros estudos em Avaré, Itai e Cerqueira César. Revelou sua vocação literária desde que começou a escrever. Aos

Quem foi: Henri Sausse

Praticamente todos os informes que hoje possuímos da vida pessoal e da missionária de Allan Kardec devemos ao representante comercial francês, nascido em Lyon, Henri Sausse (1851-1928). Henri descobriu-se médium aos dezesseis anos, quando ouvia ruídos inexplicáveis na casa de seus pais. Em 1869, quando Allan Kardec desencarnou, ele passou a se dedicar com afinco

Quem foi: George Vale Owen

Celebre médium inglês desencarnado a 9 de março de 1931. Um periodista inglês que, na década de 1920, se atrevesse a tratar temas espiritualistas devia possuir muita perspicácia e muita coragem, sustentados por uma autoridade indiscutível. Esse periodista foi Lord Northcliffe, que o fez publicando nada menos que os escritos recebidos mediunicamente pelo famoso médium britânico Rev.

Quem foi: Cornélio Pires

Cornélio Pires nasceu na cidade de Tietê, Estado de São Paulo, no dia 13 de julho de 1884, e a sua desencarnação aconteceu na cidade de S. Paulo, no dia 17 de fevereiro de 1958. Homem de personalidade inconfundível, tornou-se figura popular e de bastante destaque em todo o Brasil, graças ao trabalho, por ele

Quem foi: Camille Flammarion

Nascido em Montigny-le-Roi, Haute-Marne, França, num sábado, à uma hora do dia 26 de fevereiro de 1842; e, como ele mesmo diria mais tarde, “estava muito impaciente para chegar à Terra, e não esperou os 9 meses; nasceu aos 7 meses.”, e desencarnado em Juvissy no mesmo país, à 4 de junho de 1925. Nicolas

Quem foi: Barão Luis Guldenstubbé

Grande trabalhador das primeiras horas do Espiritualismo Moderno, um grande pesquisador da alma e que teve também as suas obras queimadas na Espanha pela Santa Inquisição no dia 9 de outubro de 1861 no conhecido AUTO-DE-FÉ EM BARCELONA. O Barão Luis Guldenstubbé, que deixou a vida em 27 de maio de 1873, na sua residência,

Quem foi: Annie Owen Morgan – Katie King

Todo estudioso do Espiritismo já ouviu falar em Florence Cook. Ela era, em fins do século passado, uma mocinha de 15 anos, famosa como médium de efeitos físicos. Pela mediunidade de Florence materializou-se durante três anos consecutivos um Espírito que se dizia chamar Katie King. Tão notáveis eram esses fenômenos que o famoso cientista Willian

Quem foi: Anália Franco

Seu nome de solteira era Anália Emília Franco. Após consorciar-se em matrimônio com Francisco Antônio Bastos, seu nome passou a ser Anália Franco Bastos, entretanto, é mais conhecida por Anália Franco. Com 16 anos de idade entrou num Concurso de Câmara dessa cidade e logrou aprovação para exercer o cargo de professora primária. Trabalhou como

Quem foi: Américo Montagnini

Na história do Espiritismo paulista um lugar de destaque é reservado ao Prof. Américo Montagnini, quer seja pela sua atuação incessante, quer pelo seu grande esforço em favor do engrandecimento da causa comum que esposamos. Montagnini foi presidente da tradicional Associação Espírita São Pedro e São Paulo, uma instituição que prestou inestimáveis serviços ao Espiritismo,

Quem foi: Adolfo Bezerra de Menezes

Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti nasceu em 29 de agosto de 1831 na fazenda Santa Bárbara, no lugar chamado Riacho das Pedras, município cearense de Riacho do Sangue, hoje Jaguaretama, estado do Ceará. Descendia Bezerra de Menezes de antiga família, das primeiras que vieram ao território cearense. Seu avô paterno, o coronel Antônio Bezerra de

Quem foi: Dr. Robert Hare

Cientista norte-americano, emérito Professor de Química na Universidade da Pennsylvania, graduado no Colégio de Yale e na Universidade de Harvard, associado a vários institutos e membro de muitas sociedades de doutos, Robert Hare foi o primeiro homem de ciência nos Estados Unidos a se dedicar à investigação experimental dos fenômenos mediúnicos e à defesa e

Quem foi: William Stainton Moses

Seu pai, William Moses, era reitor da Escola de Gramática, e sua mãe, do mesmo condado, era filha de Tomas Stainton d’Alford. O jovem William começou os estudos sob a direção doe seu pai e foi em seguida confiado a um professor particular que, maravilhado pelas suas aptidões, se empenhou ardentemente com W. Moses para

Quem foi: Carlos Torres Pastorino

Era mais conhecido por Prof. Pastorino e era filho de José Pastorino e Eugênia Torres Pastorino. Desde criança demonstrou inusitada inteligência e vocação para a vida eclesiástica; com apenas 14 anos de idade, em 1924, recebeu os diplomas de Geografia, Corografia e Cosmografia, do Colégio D. Pedro II e, logo em seguida, ainda no mesmo

Quem foi: William Thomas Stead

Nascido em Embleton, Northumberland, Inglaterra, no dia 5 de julho de 1849, e desencarnado tragicamente na catástrofe ocorrida com o transatlântico “Titanic”, na noite de 14 para 15 de abril de 1912, quando da viagem inaugural desse navio, na rota entre a Inglaterra e os Estados Unidos. No início da década de 1910, nada era

Quem foi: Jean Meyer

Jean Meyer, escritor, cientista, filantropo e filósofo suíço, foi uma das mais destacadas figuras espíritas no início do século passado. Convertendo-se ao Espiritismo, após ter lido as obras de Allan Kardec e Léon Denis, dedicou-se de corpo e alma à grandiosa tarefa de divulgação da Doutrina dos Espíritos. Possuidor de apreciável fortuna material, colocou-a inteiramente

Quem foi: Gustave Geley

Gustave Geley foi um dos grandes pesquisadores dos fenômenos mediúnicos, tendo desencarnado quando se dispunha a regressar à França, após ter encetado numerosas experimentações mediúnicas e proferido uma série de conferências na Checoslováquia. O avião que fazia a viagem de volta sofreu gravíssimo acidente nas proximidades de Varsóvia, no dia 14 de julho de 1924.

Quem foi: Eusápia Palladino

Nascida em Minervino, Itália, no dia 31 de março de 1854 e desencarnada no dia 9 de julho de 1918, na cidade de Nápoles, no mesmo país. A sua mediunidade surgiu no ano de 1868, quando tinha apenas 14 anos de idade. Dali por diante o seu trabalho no campo das pesquisas psíquicas foram de tal relevância,

Quem foi: Elizabeth D’Esperance

Elisabeth D’Esperance, ou Madame D’Esperance, cujo verdadeiro nome era Mrs. Hope, foi médium de grande projeção, tendo servido de instrumento para as pesquisas encetadas por muitos sábios de sua época. Sua carreira no campo mediúnico alcançou grande notoriedade, abrangendo o continente europeu e principalmente a Inglaterra. Apareceu em público pela primeira vez, graças à interferência

Quem foi: Carl du Prel

O Barão Carl Du Prel foi destacado filósofo e um dos maiores pensadores modernos, constituindo-se também num dos mais sutis pesquisadores das coisas do Espírito. Oficial do Exército e doutor em filosofia pela Universidade de Tubingen, participou, juntamente com Lombroso, Schiaparelli, Chiaia, Brofferio, Ermacora, Richet e Aksakof, das famosas experimentações mediúnicas, realizadas em Milão, no ano

Quem foi: Arthur Conan Doyle

Dada a projeção de seu nome em todo o mundo, Arthur Conan Doyle tornou-se um dos mais renomados espiritualistas do presente século, devendo-se a ele apreciável parcela da penetração que o Espiritismo alcançou em muitos países de fala inglesa, principalmente nos anos que se seguiram à grande catástrofe que foi a I Grande Guerra de 1914/18.

Quem foi: Alexander N. Aksakof

Dentre os grandes cientistas que se notabilizaram na investigação e análise dos fenômenos espíritas, nos últimos anos do século passado, destaca-se a figura respeitável de Alexander N. Aksakof, membro de tradicional família da nobreza russa, doutor em filosofia e conselheiro íntimo de Alexandre III, Tzar de todas as Rússias. No desenrolar de sua mocidade, demonstrou

Quem foi: Alfred Russel Wallace

Ao nascer, em 08 de janeiro de 1823, na cidade de Usk, Monmouthshire, Inglaterra, Alfred Russel Wallace tinha dois irmãos mais velhos (William e John), duas irmãs mais velhas (Eliza e Frances), e viria a ter um irmão mais novo, Herbert Edward. Teve uma infância difícil e, ainda adolescente, foi trabalhar com William, que se

Livres Pensamentos

Aprender a Morrer

Um dos períodos mais fecundos da filosofia se encontra na antiguidade clássica. Julgamos que é neste momento histórico que ela melhor revela suas potências para a elevação do espírito humano precisamente porque se ocupou com o drama humano e não se afastou dos problemas religiosos, que foram melhor formulados e exaustivamente investigados. A partir de

Resenha: Le Livre des Esprits

Em agosto de 1998, a Federação Espírita Brasileira (FEB) publicou obra de significativo valor histórico: o original francês da segunda edição de Le Livre des Esprits (O Livro dos Espíritos), dado a público no início de 1860. Como todos sabem, foi esta a edição que se tornou definitiva, tendo quase o dobro da extensão da

DAS PARTÍCULAS REBELDES AO BÓSON DE HIGGS

“As palavras pouco importam; cabe a vós formular vossa linguagem de maneira a vos entenderdes. Vossas discussões provêm, quase sempre, de não vos entenderdes sobre as palavras, porque vossa linguagem é incompleta para as coisas que não impressionam os vossos sentidos.” (O Livro dos Espíritos, questão 28.) Desde tempos primevos, o homem procura entender o

Novo espaço do leitor para publicação de seus artigos, pensamentos e críticas

Se você procura uma oportunidade para publicar seus artigos sobre Espiritismo, pensamentos, críticas ou pesquisas sobre determinados assuntos à luz de nossa doutrina, estamos abrindo o espaço “Livres Pensamentos” para o público leitor. Com o objetivo de dar oportunidade ao público em geral e incentivar a pesquisa. Os melhores 20 artigos semestrais serão publicados na versão Digital do Jornal em

A criação do Princípio Inteligente e a grandeza do Criador

Na ação de Deus sobre a matéria o pensamento divino aglutina a matéria, dando-lhe estrutura, através da qual temos a passagem do pensamento do plano do inteligível para o plano do sensível. Uso a divisão de Platão neste sentido: o inteligível é o intelecto divino e o sensível é o plano do sensório, das sensações humanas.

Noventa e dois anos de nascimento de Wallace Leal

Se encarnado estivesse entre nós, no dia 11 de dezembro de 2016, o genial Wallace Leal V. Rodrigues – cujo nascimento ocorreu em 1924 – poderia comemorar conosco seus noventa e dois anos de nascimento, embora nossas vibrações de admiração e gratidão – de todos aqueles que conhecem sua lucidez doutrinária e mesmo sua brilhante

João Huss na História do Espiritismo

Há na História do Espiritismo alguns fatos que desafiam a argúcia do pesquisador. Dia chegará, entretanto, que algum intelectual em melhores condições, pesquisará na própria França, fazendo luz sobre esses enigmas. Um deles reside nas reencarnações de Allan Kardec. Todos sabemos que foi Zéfiro, um dos espíritos protetores do Professor Rivail quem lhe sugeriu a adoção

Erraticidade e fantasias espirituais

Natureza da vida depois da morte.  O Espiritismo é uma Doutrina consoladora por excelência, ele demonstra por fatos patentes a imortalidade da alma, a sua individualidade após a morte e a necessidade de reencarnação para o aperfeiçoamento, pois somos perfectíveis. Todos esses princípios estão resumidos nas questões 149, 150, 152, 166, 166-a, 166-b, 166-c e 223

A degeneração do Espiritismo

Comparando a história do Espiritismo com a do Cristianismo Primitivo, podemos tirar algumas conclusões importantes para a o futuro da nossa doutrina e o do seu movimento social. O Cristianismo, cuja pureza doutrinária do Evangelho e simplicidade de organização funcional dos primeiros núcleos cristãos foi conquistando lenta e seguramente a sociedade de sua época, sofreu

O caminhar do Princípio Inteligente

Os dogmas espiritas são princípios de razão, portanto diferem do sentido dado a esta palavra por outras doutrinas religiosas e filosóficas. Não houve a preocupação de um sentido lógico do assunto, mesmo porque tudo estava relacionado a criação do espirito. “Os únicos que não filosofam: o sábio e o ignorante. Um sabe tudo e o outro não sabe nada”

Agenda mínima para os iniciantes na Doutrina Espírita

Os textos abaixo são dos livros – ESE – LE – LM e é uma pauta mínima que todo iniciante deve ler com muita atenção, questionar tudo que não compreende, até a exaustão, neste site, onde os temas abordados são: 1- Falando da nossa terra em seu estágio atual 2- Discorrendo sobre a natureza de

Charlie, Francisco, Leonardo e a culpa das vítimas

Pode criticar a fé, sim! Pode fazer charge, sim! Quem acredita que não pode, que é um grave pecado, que não faça. Mas não se julgue no direito de matar quem o faz. O suposto direito dos monoteístas disporem da vida dos outros — direito que julgaram um dia possuir— foi devidamente enviado para a

Druidismo ontem e hoje

Alguns adeptos do Espiritualismo Moderno e das seitas e doutrinas da nova era, costumam fazer algumas indevidas associações entre a Doutrina Espírita e o antigo Druidismo, pelo fato de compartilharem alguns pontos como a reencarnação pela pluralidade das existências e a hierarquia espiritual (escala dos espíritos), argumentando que Allan Kardec, por ter sido um druida declarado, teria incorporado na Codificação

Os deveres das folhas públicas

Há mais de dois séculos, as folhas públicas têm circulado entre as sociedades, tratando dos mais variados assuntos e procurando atingir o maior número de leitores. Nos primórdios porem, apenas uma pequena parcela da população, sabia ler e escrever, desta forma, as publicações atingiam somente a camada mais culta das sociedades e a informação nem

Atuação do Princípio Inteligente não Começa nos Minerais

Perguntaram-me se a atuação do princípio inteligente começava a partir dos minerais. Respondi: não. Aos amigos leitores do [JE], ante o debate que se abriu em sua edição de agosto/99, com a mesma pergunta, digo, antes de respondê-la que é mister lembrar as características dos seres vivos. Já há séculos, distribuíram tudo quanto existe na

Agostinho, Fénelon, Lacordaire, Lamennais, Erasto e Sanson

Reunimos neste artigo, breve história de alguns dos nomes mais citados nas obras da Codificação. As biografias foram recolhidas de fontes diversas e estão de acordo com as poucas informações que temos a respeito destes homens ilustres que concorreram para a edificação da Doutrina Espírita, na égide do Espírito da Verdade. As fontes estão imediatamente

A Fantasia Espírita

Vejo que alguns espíritas vivem num mundo de realismo fantástico. Além de seus mentores lhe enviarem até ajuda para trocar o pneu furado, costumam travar diálogos cotidianos com os espíritos, de modo muito informal e freqüente, eu diria que “desrespeitoso” até… enxotando-os de perto de si com gracejos, quando estão atrapalhando o sono ou chegaram

Orgulho e Simulação Mediúnica

No começo do Grupo Amizade, o meu amigo, Sr. Laurent de Farget era muito assíduo das nossas reuniões. Uma noite, quando chegou, perguntou-me: — “Você leu a Revista Espírita deste mês? — Não, por quê? — Porque contém uma comunicação assinada por George Sand (1), que nada tem a ver com o estilo desse autor,

Arranjos produtivos da mediunidade

Caminhamos pela rua e vemos nos postes, outdoors e filipetas anúncios de prestação de serviços de natureza mediúnica, nas artes da adivinhação e nos famosos serviços que objetivam a busca de riqueza ou a volta da pessoa amada, com variantes e promocionais típicos da mercadologia, na qual se estabelecem prazos para a execução de serviços

Fascinação – Uma Advertência de Kardec

No Discurso que proferiu, na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, para o encerramento do ano social de 1858/1859, entre outras preciosas observações que merecem leitura e estudo integral (1) de todos nós, os espíritas da atualidade, está uma rápida abordagem, feita por Kardec, sobre a influência dos espíritos sobre a sociedade humana. O texto remete

A Revolução do Espírito – Perspectivas da Ciência Espírita

Uma das ironias da ciência é que os pesquisadores em todos os campos parecem gostar de decidir quem de suas fileiras está transpondo os limites aceitáveis da invenção em busca do conhecimento científico – quem é culpado de inventar algo que pertença mais ao domínio da pseudo ciência ou mesmo da religião. Como o falecido

As contradições de origem espírita

Os Espíritos Superiores não se preocupam absolutamente com a forma. Para eles, o fundo do pensamento é tudo. – Allan Kardec [1] Com relação às contradições que às vezes podemos observar no ensino dos Espíritos aos homens, cumpre dar atenção a algumas nuanças desse comércio, cada vez mais intenso entre os dois mundos: Carnal e

História de alguns médiuns e suas notáveis faculdades

Sem o concurso e a coragem de certos homens reputados, a causa espiritual não teria tomado o seu curso dentro das ciências. Impossível seria enumerar todos nesta breve apresentação, entretanto reunidos alguns nomes que tiveram grande exposição, visamos dar uma breve ideia do caminho difícil que seguiram em sacrifício da missão que escolheram. 1 –

A mediunidade na antiguidade e em todas as civilizações

A mediunidade sempre existiu. Certas pessoas consideram, sem razão, a mediunidade um fenômeno peculiar aos tempos atuais, outras acreditam ter sido inventada pelo Espiritismo. A fenomenologia mediúnica, entretanto, é de todos os tempos e de todos os países e religiões, pois desde as idades mais remotas existiram relações entre a humanidade terrena e o mundo dos

Metapsíquica e Parapsicologia vs Espiritismo

OS CIENTISTAS E O ESPIRITISMO Se os fenômenos espiritistas se limitassem ao círculo de seus seguidores, a opinião geral poderia ver neles simples artigos de fé, sem maiores consequências de interesse geral. Mas na verdade é que esses fenômenos se multiplicaram, numa sucessão sempre audaz e desafiadora. O expediente de proibições e excomunhões se tornaria

Hipnotismo e Obsessão – Resumo Histórico

Todos sabem que a aprendizagem é um processo constante em nossas vidas. Ninguém sabe tudo ou desconhece tudo. A Doutrina Espírita sabiamente esclarece que o Espírito parte da simplicidade do desconhecimento para a sabedoria ainda incompreensível para nós que apenas iniciamos nas primeiras letras do alfabeto evolutivo. Nessa caminhada o conhecimento é uma ferramenta indispensável

Breve histórico sobre Magnetismo

Identificar as origens da terapia espírita conhecida como passes é realizar longa viagem aos tempos imemoriais, aos horizontes primitivos da pré-história, porquanto essa técnica de cura está presente em toda a história do homem. “Desde essa época remota, o homem e os animais já conviviam com o acidente e com a doença. Pesquisas destacam que